Minha foto
Nome:
Local: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil

Quem passou pela vida em branca nuvem/ E em plácido repouso adormeceu;/ Quem não sentiu o frio da desgraça,/ Quem passou pela vida e não sofreu,/ Foi espectro de homem - não foi homem,/ Só passou pela vida - não viveu. (Francisco Otaviano)

1.12.08

Sonora

É rasgo profundo num brado.
Meus sons delegados em fluxos,
como faz o tramado em repuxo
e a flecha em todo alvo.

A camisa, das mangas, liberta.
O luxo dos olhos despertos,
verdes e amargos, como setas.
A borracha no asfalto.
Os rios em planícies.
Os veios em troncos.
A moral no mérito de um fraco.
A sutileza do vento nas velas.
O corte d'água no convés.
O revés e o contrário,
dentro da própria meta.

O desamor da vida no pretérito.
A agulha no vinil.
A música, na pele.
E o que veste em carne,
o vil de meu afeto.

2 Comments:

Blogger menta said...

quanta imagem bonita!

beijo

09:35  
Blogger Tânia said...

muita imagem mesmo. e bonitas! imagem, imaginação... h'm, tá vendo, as linguagens se transformam, e é sonora também, e intensional ou não. é poesia. quem diz que não? :P

bacio, :)

01:37  

Postar um comentário

<< Home