Minha foto
Nome:
Local: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil

Quem passou pela vida em branca nuvem/ E em plácido repouso adormeceu;/ Quem não sentiu o frio da desgraça,/ Quem passou pela vida e não sofreu,/ Foi espectro de homem - não foi homem,/ Só passou pela vida - não viveu. (Francisco Otaviano)

16.6.07

Soneto da Flor de Inverno

A flor que brotou no alto da montanha,
Onde a grama que a circundava morta,
Ora enverdecia de forma estranha:
Fina, frágil, formigada e frondosa.

A flor, que além de qualquer estação,
Flora solitária, contida muito
Pelo prazer fugaz da solidão
E pelo ofício de seu próprio cuido.

Sobre a flor, bem lembro, descia a neve;
Flocos de gelo que então a encobriam,
Delicados, suspendidos de leve.

Fui à flor vestido de colibri.
Acho até que vi o que se ver não deve:
A flor cair de frio sem se abrir.

3 Comments:

Anonymous felipe said...

Espero que vc continue vivendo emocoes intensas, pois sao elas a fonte de materia-prima da sua arte.
Abracos.

05:29  
Anonymous Anônimo said...

Humiiiilha

05:30  
Anonymous chlb said...

Profundo e extremamente agradável. Maravilha.

15:20  

Postar um comentário

<< Home