Minha foto
Nome:
Local: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil

Quem passou pela vida em branca nuvem/ E em plácido repouso adormeceu;/ Quem não sentiu o frio da desgraça,/ Quem passou pela vida e não sofreu,/ Foi espectro de homem - não foi homem,/ Só passou pela vida - não viveu. (Francisco Otaviano)

27.6.07

À Vida

Que a solidão me venha bem depois,
Porque agora me recolho na vida.
Ela que sabe entender o que foi
E sabe explicar o que me destina.

Que nós dois nos fazemos companhia
(Que a solidão não me faz, de repente).
Nada de choro ou lágrima expelida,
Até porque o que sofro, ela não sente.

Nós, da varanda, fitamos o céu,
Conversamos algo de astrologia
- Que, de fato, não sabemos ao certo,
Mas suspende a dor, quiçá me alivia.

Porque há tudo de natureza viva
Que a solidão não conhece tão bem.
E a vida sabe, talvez sem medida,
Que dor passa, mas saudade devém.

1 Comments:

Anonymous chlb said...

Muita filosofia neste texto Está ótimo.

15:12  

Postar um comentário

<< Home