Minha foto
Nome:
Local: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil

Quem passou pela vida em branca nuvem/ E em plácido repouso adormeceu;/ Quem não sentiu o frio da desgraça,/ Quem passou pela vida e não sofreu,/ Foi espectro de homem - não foi homem,/ Só passou pela vida - não viveu. (Francisco Otaviano)

7.7.07

Flô-di-Mendoêra

Tava a lembrá teu nome...
Menduêra flurida
ôndi us bichim si iscôndi.

Tom fortinha Menduêra,
cuns gálhu torto...
Ela é riturcida
i tem xerim di madêra véia
quându seca lá fora
i us bizêrru sai mugino n'oróra.

Menduêra criscida,
chêa das flô bunita
que a enfeita.

Ma tem u'a flô lá im cima,
bem lá im cima di dispois di cima,
que num é carqué um que dá pra chegá
i os ômi normá tem medo de í
i só eu criô corági.

Aí fui eu que fui lá buscá um dia.
I fiquei rei na vida oquântu ela vivia
num potizim que guardava ela
aqui pur ditrás da cozinha.
I a flozinha morreu oito mês dispois...

Discubri que a flozinha num é di si guardá
É di si sortá feito passarim
I o qui fiz foi ruim pr'ela
I aí hôji dá sôdádi

Sôdádi di sê rei
i sôdádi da flô rainha...

Ma qu'um dia násci ôtra
lá di novo!
I aí vô sabê qui num si prêndi
a flozinha; sempre si sorta pr'ela avuá.
Qui nêm passarim...

4 Comments:

Anonymous Monica said...

Ô coisinha má linda. Essa foi demais, o supra suma da inteligência. Continue assim filho.
Beijos mamãe

20:48  
Anonymous felipe said...

Muito bom!

11:38  
Anonymous chlb said...

Que leitura gostosa! Muito bom.

12:13  
Anonymous Anônimo said...

Tu ta me assustando com a sua capacidade! Muito bom primooo!!
Pedro

10:19  

Postar um comentário

<< Home